Parabenos são tóxicos?

parabenos postParabenos. O que são? Eles funcionam? Eles são perigosos? Estas são apenas algumas das perguntas que aparecem algumas vezes por dia, todos os dias. Com sorte este post esclarecerá algumas das dúvidas sobre os parabenos.

Quimicamente, parabenos são ésteres derivados do ácido para-hidroxibenzóico que têm sido usados como conservantes em cosméticos, produtos farmacêuticos e alimentos por muitos anos. Os parabenos mais comuns são: metilparabeno, propilparabeno, etilparabeno, benzilparabeno, isobutilparabeno e butilparabeno.

parabenos

Eles são comumente usados em conjuntos que incluem dois ou mais parabenos e / ou outros conservantes. Dois bons exemplos de conservantes utilizados em conjunto com parabenos incluem LiquaPar, contendo: Fenoxietanol, Metilparabeno, Isopropilparabeno, Isobutilparabeno, Butilparabeno; e Germaben II, contendo: Propileno Glicol, Diazolidinil Ureia, Metilparabeno, Propilparabeno.

Parabenos são perigosos ? Um estudo diz que “talvez”, mas…

applyingdeodorantUm estudo no Reino Unido descobriu a presença de parabenos intactos em 20 amostras de tumores de mama humanos. No entanto, esta pesquisa não foi cientificamente equilibrada. Não está claro se os parabenos chegaram aos tumores através de alimentos, cosméticos, produtos farmacêuticos, desodorantes ou das soluções usadas para preservar e processar os tumores. Não se sabe se os parabenos causaram os tumores ou se os parabenos aparecem em tecido mamário saudável. Também é desconhecido se os parabenos teriam sido expelidos do corpo sem o uso de antiperspirantes e naturalmente eliminados. A transpiração é um dos mecanismos naturais de eliminação do nosso corpo. Quando usamos antiperspirantes, temos que nos perguntar se estamos permitindo que nossos resíduos se acumulem em nossos corpos.

Uma outra questão que não foi abordada na questão foi se os pacientes receberam ou não quimioterapia ou outras terapias medicamentosas que contêm parabenos. Todas as perguntas não respondidas dificultam avaliar se a indústria cosmética teve algo a ver com os resultados deste estudo. Uma grande quantidade de pesquisa ainda precisa entrar na questão do parabenos.

Resposta do Fabricante

Enquanto isso, a indústria cosmética respondeu e muitas empresas reformularam seus produtos. É aconselhável aprender sobre os outros conservantes que tomaram o seu lugar.

Parabenos estão por toda parte

Etiqueta-parabenos-2Parabenos estão bem escondidos em muitos ingredientes, mesmo naqueles que estão tentando substituí-los com escolhas mais “naturais”. Por exemplo, muitas versões de ácido hialurônico em solução no mercado hoje são preservadas com Phenonip, que contém fenoxietanol, metilparabeno, butilparabeno, etilparabeno, propilparabeno. Formuladores fazem próprio ácido hialurônico em solução para evitar usar ingredientes fora do estoque. Também produzem o próprio extrato de aloe, porque eles também são comumente misturados a ingredientes indesejáveis ​.

grape-fruit

Grapefruit

Outro ingrediente que muitas pessoas usam em busca de um produto natural é o Grapefruit Seed Extract (GSE, extrato de semente de grapefruit). No entanto, este conservante natural é comumente adulterado com conservantes sintéticos. Um estudo do Instituto de Farmácia da Universidade Ernst Moritz Arndt, em Greifswald, Alemanha, declarou: “A eficácia antimicrobiana, bem como o conteúdo de agentes conservantes de seis extratos comerciais de sementes de toranja (grapefruit) foram examinados. Cinco dos seis extratos mostraram uma alta atividade inibidora do crescimento contra os germes de teste. Em todos os extratos de sementes de toranja com atividade antimicrobiana, o conservante cloreto de benzetônio foi detectado por cromatografia.

Além disso, três extratos continham as substâncias preservantes triclosan e metil parabeno. Em apenas um dos extratos de semente de toranja, nenhum agente conservante foi encontrado. No entanto, com este extrato, bem como com vários extratos de semente e polpa de toranjas sem suco (Citrus paradisi), nenhuma atividade antimicrobiana pôde ser detectada. Assim, conclui-se que a potente e quase universal atividade antimicrobiana atribuída ao extrato de semente de toranja é meramente devido aos agentes sintéticos conservantes contidos nele. Produtos naturais com atividade antimicrobiana não parecem estar presentes ”.

Em relação ao GSE, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) disse:

“Confirmando um estudo anterior de pesquisadores na Alemanha, descobrimos que alguns extratos comerciais de sementes de toranja contêm cloreto de benzetônio, um agente antimicrobiano sintético comumente utilizado em cosméticos e somente aprovado para uso tópico, em níveis relativamente altos.”

E, de acordo com o Swiss Information Toxicological Center (Centro de informação toxicológica da Suíça):

“Os extratos de semente de toranja contendo cloreto de benzetônio em concentrações de 7-11% representam um grande risco à saúde se grandes quantidades de uma solução concentrada forem ingeridas (por via oral). A exposição da pele ou do olho pode causar sintomas tóxicos. O Centro de Informações Toxicológicas da Suíça desencoraja os consumidores de administrar esses extratos, a menos que se saiba quais deles contêm cloreto de benzetônio e quais são as concentrações. ”

A discussão continua

O debate sobre parabenos e conservantes em geral certamente não está terminado. É importante que continuemos pesquisando e aprendendo mais sobre a segurança dos ingredientes aos quais estamos expostos todos os dias. É fundamental que todas as pesquisas sejam cientificamente corretas em todas as áreas abordadas. A indústria cosmética pode ter “tentado matar uma mosca com uma bala de canhão”, no caso dos parabenos. É vital que não substituamos parabenos por produtos químicos ainda mais perigosos ou que não sejam plenamente transparentes na tentativa de serem “livres de parabenos”.

Esse artigo foi traduzido e adaptado do original “Parabens Puzzlement” escrito por Kayla Fioravanti.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s